08/12/2010

DICIONÁRIO DA MODA


DICIONÁRIO DE MODA - A

ACETATO: O ACETATO OU RAIOM ACETATO, É UMA FIBRA ARTIFICIAL A BASE DE CELULOSE, OBTIDA POR PROCESSO SEMELHANTE AO DA VISCOSE, UTILIZADA COMO SUBSTITUTA DA SEDA NATURAL, O CONSUMO DO ACETATO É REDUZIDO, ESPECIALMENTE NO CASO DE APLICAÇÕES TÊXTEIS. EMBORA APRESENTANDO CARACTERÍSTICAS GERAIS SIMILARES ÀS DA VISCOSE, NÃO REAGE BEM AOS PROCESSOS NORMAIS DE TINGIMENTO, EXIGINDO A UTILIZAÇÃO DE TÉCNICAS ESPECIAIS. SUAS MAIORES APLICAÇÕES ESTÃO NA PRODUÇÃO DE FILTROS PARA CIGARROS, RENDAS, CETINS E MATERIAL DE ESTOFAMENTO.ACRÍLICO: FIBRA ARTIFICIAL SINTÉTICA, A PRODUÇÃO PARA FINS COMERCIAIS SE INICIOU EM 1.950, NOS EUA. MACIO E QUENTE, PARA O INVERNO OU FRIO, MACIO, SEMELHANTE AO ALGODÃO E FRESCO PARA O VERÃO, APRESENTA BRILHO QUANDO TINGIDO COM EXCELENTE SOLIDEZ.ALGODÃO/COTTON: O ALGODÃO CONSTITUI UMA DAS PRINCIPAIS FIBRAS TÊXTEIS DE PRODUÇÃO, COM COMERCIALIZAÇÃO E USO EM LARGA ESCALA MUNDIAL. NO BRASIL, É A PRINCIPAL FIBRA TÊXTIL, TENDO SUAS FONTES DE PRODUÇÃO LOCALIZADA NAS REGIÕES NORDESTE, SUL E CENTRO-OESTE. AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS PARA A PRODUÇÃO DE BOA QUALIDADE SÃO: O COMPRIMENTO E A RESISTÊNCIA DA FIBRA.ALONGAMENTO DO FIO: A CAPACIDADE DE ALONGAMENTO DO FIO OPEN END É MAIOR, IMPORTANTE PARA A MALHARIA, MAS PROBLEMÁTICO AO ACABAMENTO, POIS MALHAS COM FIOS OPEN END TENDEM A FICAR MAIS LARGAS E NECESSITAM DE REGULAGENS ESPECIAIS.ALTA COSTURA/ HAUTE COUTURE: CRIADA PELO INGLÊS CHARLES WORTH, EM 1858, QUANDO A IMPERATRIZ EUGÊNIA, MULHER DE NAPOLEÃO III, ENCANTOU-SE COM UMA DAS PEÇAS DE WORTH, E INDICOU-O PARA O CARGO DE “ESTILISTA IMPERIAL”. WORTH FOI PIONEIRO AO DEFINIR QUE DEVERIA HAVER DUAS COLEÇÕES POR ANO, QUE ACOMPANHASSEM AS ESTAÇÕES E AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS. SINÔNIMO DE GLAMOUR E SOFISTICAÇÃO, A ALTA-COSTURA REPRESENTA UM JEITO DE FAZER MODA SOB MEDIDA PARA ALGUÉM E ATENDENDO A CRITÉRIOS TÉCNICOS. AMORELA: TECIDO ARTIFICIAL QUE IMITA A SEDA. É USADO EM ROUPAS FEMININAS PARA O VERÃO. ANARRUGA: TECIDO COM EFEITO ENRUGADO OU PLISSADO NO URDUME OU NA TRAMA, CONSEGUIDO ATRAVÉS DA UTILIZAÇÃO DE FIOS COM ENCOLHIMENTOS DIFERENTES, MUITO UTILIZADO EM ROUPAS LEVES PARA O VERÃO.ANEL, PROCESSO EM: NO SISTEMA ANEL, PODEMOS TER FIOS COM TORÇÃO NO SENTIDO DIREITO (Z), OU NO SENTIDO ESQUERDO (S). NESTE SISTEMA A TORÇÃO É REALIZADA DE FORA DA FIBRA PARA DENTRO, O QUE RESULTA EM UM FIO MAIS MACIO TANTO NO NÚCLEO, COMO NA SUA SUPERFÍCIE.ANTIFIT: MODELAGEM DA 501, O PRIMEIRO MODELO DA LEVI'S. TEM BOTÕES OU ZÍPER, ADAPTADA A SILHUETA DO CONSUMIDOR BRASILEIRO, COM CINTURA BAIXA, QUADRIL DESESTRUTURADO E CORTE RETO NAS PERNAS. COMO O NOME DIZ, NÃO É UM JEANS DE CAIMENTO PERFEITO; FICA COM PEQUENAS SOBRAS NO QUADRIL E CAVALO. TEM PONTOS A FAVOR: O CONFORTO E O ESTILO.APLIQUE, BORDADO COM: A MÁQUINA DE BORDAR SUSTENTA 15 CABEÇOTES QUE PODEM PRODUZIR VÁRIOS TIPOS DE BORDADOS, UM MODELO É AQUELE QUE POSSUI O APLIQUE. ESTE APLIQUE, JÁ NA FORMA DO DESENHO E TECIDO, PODE SER DE VÁRIOS TECIDOS, COMO O FELTRO, POR EXEMPLO. O APLIQUE É POSTO MANUALMENTE DEPOIS É PRESO PELO BORDADO FEITO EM CIMA OU AO REDOR DO APLIQUE. ARGYLE: MEIA TECIDA EM PADRÕES DE DIAMANTES; PADRÃO DE DIAMANTES NUM TRABALHO DE TRICÔ; PADRÃO DE LOSANGOS MULTICOLORIDOS (INSPIRADOS NO TARTÃ DO CLÃ ESCOCÊS ARGYLE) OUTRORA TRICOTADO À MÃO NA GRÃ-BRETANHA, MAS HOJE FEITO À MÁQUINA EM TODO O MUNDO. O PADRÃO ARGYLE É MAIS FREQÜENTEMENTE ENCONTRADO EM MEIAS, CACHECÓIS E SUÉTERES. AUTRICHES: ARRANJOS DE PLUMAS.

DICIONÁRIO DE MODA - B

BAGGY: CALÇA LARGA NOS QUADRIS, AFUNILADA NOS TORNOZELOS.BAJADIERE: BOLSA GRANDE.BALCONNÉ: DECOTE OUSADO, COM ALÇAS E BARBATANAS.BALLONÉ: FOI UM ÍCONE DA MODA DOS ANOS 80, QUE ESTÁ DE VOLTA. COMO O NOME DIZ, É UMA SAIA QUE PARECE UM BALÃO, POIS TEM A BARRA FRANZIDA, VIRADA E PRESA.BANDANA: LENÇO DOS PIONEIROS DO OESTE AMERICANO.NO FINAL DA DÉCADA DE 80, ENTROU DEFINITIVAMENTE PARA O GUARDA-ROUPA DOS JOVENS. SUA ESTAMPA MISTURA TRAÇOS PRIMITIVOS COM MOTIVOS DE CASHMERE.É USADO NA CABEÇA, AMARRANDO OS CABELOS, NO PESCOÇO E ATÉ MESMO COMO FAIXA NA CINTURA.BARRETE: TOUCA COM POMPOM.BÁSICO: ESTILO DE VESTIR. REPRESENTA TAMBÉM A LINGUAGEM DOS TECIDOS E PEÇAS CLÁSSICAS E COMUNS NAS COLEÇÕES DOS PRODUTORES DE TECIDOS E CONFECÇÕES.BARBATANA: PEDAÇO DE BARBATANA DE BALEIA, NO FINAL DO SÉCULO XIX, ERA INSERIDA EM ESPARTILHOS OU SUPORTES PARA CRIAR A SILHUETA EM S DA ÉPOCA. COM O FORMATO DE UMA LONGA ESPÁTULA, MAIS ESPESSA EM CIMA QUE EMBAIXO, A BARBATANA ERA PRESA POR CORDÕES. IA DESDE O BUSTO ATÉ A CINTURA OU QUADRIS. BARROCO: NA MODA, O BARROCO É SEGUIDAMENTE RETOMADO POR MEIO DE PEÇAS QUE LEMBRAM O CLIMA ECLESIÁSTICO E O ESTILO MEDIEVAL (TONS PASTEL, TECIDOS RÚSTICOS, MANTÔS, CAPUZES, CAPAS, CASACÕES, BATAS PESADAS, ESPECIALMENTE NO INVERNO).BÁSICO: A PALAVRA DIZ TUDO. ESTILO DESCOMPROMISSADO DE VESTIR, QUE ABUSA DAS ROUPAS SIMPLES E DE CORES NEUTRAS OU PRIMÁRIAS.BASQUINE: SAIA ENFEITADA, USADA NO SÉCULO XVI, MUITO AMPLA, MANTINHA-SE ABERTA E ESTICADA SOBRE CÍRCULOS. ELA SE CONFUNDIA COM UMA ANQUINHA.BATA: PEÇA DE ROUPA SURGIDA NO FINAL DOS ANOS 60, POPULARIZADA PELOS HIPPIES. 1. ROUPÃO DE HOMEM. 2 VESTIDO INTEIRIÇO FOLGADO QUE AS MULHERES USAM DE MANHÃ. 3 PEQUENO CASACO LARGO E FROUXO.BATIK: TECIDO MUITO ANTIGO DE ALGODÃO, ESTAMPADO E PRODUZIDO NA ÍNDIA E INDONÉSIA. ATUALMENTE, AINDA MUITO UTILIZADO, ELE É ESTAMPADO COM O PROCESSO À CERA E APÓS PINTADO A MÃO, O QUE LHE CONFERE UMA CARACTERÍSTICA ORIGINAL E DELICADA.BEATNIKS, OU GERAÇÃO BEATNIKS: MOVIMENTO LITERÁRIO SURGIDO NOS ANOS 70, NA CALIFÓRNIA, NOS ESTADOS UNIDOS, QUE ROMPE COM A LITERATURA VIGENTE, EM NOME DE UMA NARRATIVA MAIS ÁGIL, QUE REFLETIA A VIDA DOS JOVENS DE ESPÍRITO AVENTUREIRO E REBELDE. ESCRITORES: JACK KEROUAC, ALLEN GINSBERG E WILLIAN BURROUGHS.BODY: (EM INGLÊS) CORPO. MAIÔ PARA USO DE LINGERIE.BODY-SUIT: ROUPA COLANTE, AJUSTADA, QUE DESENHA O CORPO, RESSALTANDO SENSUALMENTE OS CONTORNOS.BOLERO: O BOLERO NADA MAIS É DO QUE AQUELE CASAQUINHO SUPER CURTO E MUITO FEMININO, USADO ANTIGAMENTE COM VESTIDO. A BOSSA DE AGORA É USA-LO COM CAMISAS, CAMISETAS E REGATAS.BOTÃO: PEÇA DE VARIADOS TAMANHOS E FORMAS, USADO PARA FECHAR PEÇAS DO VESTUÁRIO, MAS QUE NÃO SE RENDEU A SÓ ESSA FUNÇÃO. DESDE O SÉCULO XVI , ENFEITA AS ROUPAS E ATÉ ACABA VIRANDO UMA JÓIA. BOTTOM: PARTE INFERIOR. SAIA, CALÇA, BERMUDA, SHORTS, ETC.BOUCLÈ: DO ADJETIVO FRANCÊS BOUCLÈ (QUE FORMA UM ANEL). É UM FIO RETORCIDO ONDE APARECEM LAÇADAS E NÓS, RESULTANDO UMA TEXTURA CRESPA.BRIM: TECIDO GROSSO, EMPREGADO EM DIVERSOS ARTIGOS, INCLUSIVE ROUPAS PROFISSIONAIS E CALÇAS.BUSTIER: QUE COBRE O BUSTO, PODE SER CURTO COMO UM SUTIÃ OU COMPRIDO COMO ESPARTILHO.

DICIONÁRIO DE MODA - C

CACHE-COEUR: O NOME É FRANCÊS. CACHE VEM DO VERBO ESCONDER E COEUR SIGNIFICA CORAÇÃO. É UM TIPO DE BLUSA COM DECOTE TRANSPASSADO SOBRE O PEITO.CAGOULE: ESPÉCIE DE HÁBITO RELIGIOSO COM CAPUZ.CALADO: EXPRESSÃO USADA PARA REFERIR-SE ÀS PEÇAS DE TRICÔ, QUE DESCREVE O ACABAMENTO SEM COSTURA (SEM EMENDA), QUANDO A PEÇA SAI PRATICAMENTE PRONTA DA MÁQUINA.CALÇAS: PEÇA EXTERNA QUE COBRE O CORPO DESDE A CINTURA ATÉ OS TORNOZELOS, COM DUAS PARTES SEPARADAS ENVOLVENDO AS PERNAS. DE UMA FORMA OU DE OUTRA, AS CALÇAS VÊM SENDO USADAS PELO HOMEM DESDE A ANTIGUIDADE. OS CALÇÕES DO INÍCIO DO SÉCULO XIX, OS KNICKERBOCKERS E AS PANTALONAS SÃO OS PARENTE MAIS PRÓXIMOS DAS CALÇAS MODERNAS. CALÇAS RETAS QUE IAM ATÉ OS TORNOZELOS COMEÇARAM A SURGIR NO INÍCIO DA DÉCADA DE 1800, MAS APENAS NO FINAL DO SÉCULO XIX FORAM CONSIDERADAS UMA VESTIMENTA ACEITÁVEL PARA HOMENS. EMBORA A ATRIZ SARAH BERNHARDT APARECESSE USANDO CALÇAS NA MESMA ÉPOCA, SÓ NA DÉCADA DE 20 ELAS FORAM USADAS NORMALMENTE PELAS MULHERES. NAS DÉCADAS DE 20 E 30, CHANEL LANÇOU "CALÇAS DE IATISMO", E USAVAM-SE CALÇAS (NA MAIORIA, LARGAS) PARA PRAIA E LAZER. NA MESMA ÉPOCA, CALÇAS PARA A NOITE, EM TECIDOS ESMERADOS, ENTRARAM EM MODA, E OS HOMENS VESTIRAM OXFORD BAGS DE PERNAS LARGAS. DURANTE A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, AS MULHERES, ASSUMINDO O TRABALHO MASCULINO, USAVAM CALÇAS NAS FÁBRICAS E NOS CAMPOS; APÓS A GUERRA, PORÉM, AS ÚNICAS CALÇAS EM MODA ERAM AS BERMUDAS , AS CALÇAS DE CICLISTA E CALÇAS DE TOUREIRO, TODAS USADAS EM OCASIÕES INFORMAIS. A VERDADEIRA REVOLUÇÃO DAS CALÇAS OCORREU NA DÉCADA DE 60, COM A MODA UNISSEX, APESAR DE, ATÉ NESSA ÉPOCA, MULHERES QUE USASSEM CALÇAS SEREM IMPEDIDAS DE ENTRAR EM RESTAURANTES E DE O ASSUNTO SER DEBATIDO ACALORADAMENTE. NOS ANOS 70, AS REGRAS E ATITUDES SOCIAIS ABRANDARAM-SE E AS CALÇAS DE MUITOS COMPRIMENTOS E MODELOS TORNARAM-SE PEÇA ACEITÁVEL DA VESTIMENTA FEMININA, TANTO INFORMAL QUANTO FORMAL. NA DÉCADA DE 80, A BATALHA DA MULHER QUE USA CALÇAS FOI QUASE TOTALMENTE VENCIDA, EMBORA EM ALGUNS SEGMENTOS AINDA HAJA RESISTÊNCIA À IDÉIA DE A MULHER USAR CALÇA NO TRABALHO. VER TAMBÉM BOCA-DE-SINO E TERNINHO. CALÇAS CAPRI: DURANTE A DÉCADA DE 50, ERAM CALÇAS RAZOAVELMENTE FOLGADAS QUE SE AFUNILAVAM ATÉ O MEIO DA CANELA E QUE SE TORNARAM TRAJE ELEGANTE DE VERÃO. RECEBERAM O NOME EM HOMENAGEM À ILHA DE CAPRI, NA ITÁLIA, BALNEÁRIO MUITO POPULAR NA ÉPOCA. CALÇAS DE CICLISTA: CALÇAS LARGAS QUE IAM ATÉ O MEIO DA CANELA, GERALMENTE FEITAS COM PUNHOS, OS QUAIS ESTIVERAM EM MODA DURANTE A DÉCADA DE 50. CAMISA AFRICANA: CAMISA LARGA E ABERTA LATERALMENTE.CANELADO: POSSIBILITA UM AJUSTE PERFEITO AO CORPO, DANDO LIBERDADE AOS MOVIMENTOS. O PONTO DE MALHARIA EM CANELADO COMBINA ELASTICIDADE E ALONGAMENTO, PROPORCIONANDO UM BOM STRETCH. SUA TEXTURA AGREGA UM VISUAL BÁSICO E MODERNO.CANGURU: É UM MODELO DE BLUSA OU JAQUETA QUE TEM BOLSOS FRONTAIS NA PEÇA E CAPUZ.CANNADIÈNNE: CASACO DE LÃ, MUITO ESPORTIVO, COMPRIMENTO ¾, ABOTOAMENTO COM TRESPASSE COM QUATRO OU SEIS BOTÕES. NAS COSTAS PODE NÃO TER FRANZIDO.CANUTILHO: PEÇAS DE PLÁSTICO OU VIDRO QUE SÃO USADAS EM BORDADOS E BIJUTERIAS.CAPA: GRANDE MANTÔ, EM FORMA CIRCULAR, COM CAPUZ, USADO NA ESPANHA PELOS HOMENS. NA FRANÇA ERA USADA COM O NOME DE CAPA ESPANHOLA. NO ROMANTISMO, FORAM FEITAS EM SEDA E USADAS PELAS MULHERES.CARDADO, FIO: O FIO CARDADO DEVIDO A NÃO PASSAR PELA PENTEADEIRA, POSSUI MAIS FIBRAS CURTAS, O QUE PROPICIA UMA MAIOR FORMAÇÃO DE PILLING (BOLINHAS NO TECIDO) E NEPS (DEFEITO NA REGULARIDADE DO FIO). A APARÊNCIA TAMBÉM É PREJUDICADA, POIS O MESMO POSSUI UMA MAIOR IRREGULARIDADE.CARDIGAN: CASACO OU SWEATER TRICOTADO, GERALMENTE DE LÃ, SEM GOLA, COM OU SEM MANGAS E COM ABOTOAMENTO CENTRAL.CARGO / UTILITY / CARPENTER: SÃO MODELOS BASEADO NOS ESTILOS DOS UNIFORMES DE SERVIÇO E UTILITÁRIOS. COM BASE EM MODELAGENS AMPLAS E CONFORTÁVEIS DANDO UM EFEITO DE ROUPA CASUAL. CASUAL: É O ESPORTIVO, BÁSICO, DESCOMPROMISSADO, DESCONTRAÍDO, OCASIONAL.CHEMISIER: VESTIDO ABOTOADO NA FRENTE COMO UMA CAMISA MASCULINA.CORSELET: CORPETE JUSTO, SEM ALÇAS E COM FORMATO DE LINGERIE.COTTON/ALGODÃO: O ALGODÃO CONSTITUI UMA DAS PRINCIPAIS FIBRAS TÊXTEIS DE PRODUÇÃO, COM COMERCIALIZAÇÃO E USO EM LARGA ESCALA MUNDIAL. NO BRASIL, É A PRINCIPAL FIBRA TÊXTIL, TENDO SUAS FONTES DE PRODUÇÃO LOCALIZADA NAS REGIÕES NORDESTE, SUL E CENTRO-OESTE DO PAÍS. AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS PARA A PRODUÇÃO DE FIOS DE ALGODÃO DE BOA QUALIDADE SÃO: O COMPRIMENTO DA FIBRA, E A RESISTÊNCIA DA FIBRA. CROPPED: (CALÇAS CURTAS VERSÃO DAS KNICKERS) - 10 A 20 CM ABAIXO DOS JOELHOS - TRADUZIDA A PÉ DA LETRA A CALÇA CROPPED SERIA A CALÇA CORTADA, OU SEJA, UMA CALÇA CURTA.

DICIONÁRIO DE MODA - D

DADAÍSMO: MOVIMENTO ARTÍSTICO E LITERÁRIO, APARECIDO NA FRANÇA EM 1916, O QUAL PRECONIZAVA A VOLTA A UM PRIMITIVISMO INFANTIL.DECHITETURAS: MODA ALEMÃ DO SÉCULO XV, ADOTADA PRINCIPALMENTE NA CORTE DE BORGONHA. CONSISTIA EM TER AS BORDAS DAS VESTES E DAS MANGAS RECORTADAS EM FORMA DE FOLHAS OU DE FLORES.DEGAGÈ - DECOTE LIVRE OU GOLA ABERTA, AFASTADA DO PESCOÇO OU COLO.DÉLAVÉ, PROCESSO: LAVAGEM ESTONADA COM APLICAÇÃO DE CLAREAMENTO E ALVEJANTE QUÍMICO, DEIXANDO O TECIDO COM UM VISUAL MAIS MACIO QUE O SIMPLES ESTONADO.DESGASTE LOCALIZADO, PROCESSO DE: SÃO ACABAMENTOS FEITOS PEÇA A PEÇA, COM DIFÍCIL REPRODUTIBILIDADE ENTRE AS PEÇAS E EFEITOS DIVERSOS. EXISTEM VÁRIOS EFEITOS QUE SE PODE OBTER: O USED (USO DE PISTOLA PARA CLAREAR UMA PARTE DETERMINADA), O LIXADO (PROCESSO MANUAL DE ABRASÃO COM LIXA NA PEÇA BRUTA PARA DESGASTAR O TECIDO EM UM LOCAL ESPECÍFICO), O DETONADO (EFEITOS COM USO DE ESMERIL DANDO PICOTES NA PEÇA ANTES DE LAVAR REVELANDO, DEPOIS DE LAVADO, MARCAS LOCALIZADAS) E O BIGODE (QUE DÁ UM EFEITO IMITANDO AS MARCAÇÕES DE TANQUE, FEITAS MANUALMENTE COM USO DE GABARITOS E LIXADAS COM RETÍFICA MANUAL).DESTROYED, PROCESSO: LAVAGEM PARECIDA COM A ESTONAGEM, PORÉM UTILIZA MAIS ENZIMAS QUE CORROEM A FIBRA LEVEMENTE, DEIXANDO UM ASPECTO MEIO "DESTRUÍDO" JUSTIFICANDO A PALAVRA DESTROYED.DICRON: É UMA MALHA STRETCH, ELABORADA COM MICROFIBRA E ELASTANO QUE GARANTEM A MACIEZ E A ELASTICIDADE DA PEÇA. O DIFERENCIAL DESTE PRODUTO É O BRILHO DISCRETO OBTIDO ATRAVÉS DO USO DE UM FIO IRIDESCENTE QUE EMITE PEQUENOS PONTOS DE LUZ COM O MOVIMENTO E A INCIDÊNCIA DA LUZ SOBRE A PEÇA.DRAGONAS: TIRAS NO OMBRO DE UMA TÚNICA OU CAPOTE MILITAR, UTILIZADAS COMO MEIO DE PRENDER ATAVIOS. MUITO POPULARES NO FINAL DO SÉCULO XIX, AS DRAGONAS TAMBÉM APARECERAM EM JAQUETAS E CASACOS DE ESTILO MILITAR DURANTE O SÉCULO XX, PRINCIPAL/ NAS DÉCADAS DE 30 E 60. ADORNO NOS OMBROS QUE SURGIU DAS MANGAS FOFAS DA 2A.METADE DO SÉCULO XIX. APARECEM NOS UNIFORMES À PARTIR DE 1806.DRY FIT: CONCEITO UTILIZADO PARA DEFINIR O TECIDO FEITO COM POLIAMIDA E ELASTANO, OU SEJA, O SUPPLEX QUE, DEVIDO A SUA ESTRUTURA E A TITULAGEM DO FIO, PROPORCIONA UM CONFORTO PROPÍCIO PARA PEÇAS DE ESPORTE QUE EXIGEM UMA ALTA CAPACIDADE DE TRANSPIRAÇÃO. A PEÇA COM O CONCEITO DRY FIT, POSSUI O TECIDO COM CAPACIDADE DE TIRAR A UMIDADE DO CORPO E TRANSPORTA-LO PARA FORA DO TECIDO. "DRY FIT" (CAIMENTO SECO), JUSTIFICANDO ASSIM SEU BENEFÍCIO. NA CIA.HERING ESTAS MALHAS SÃO A J59 E A J55.

DICIONÁRIO DE MODA – E

ECHARPE: LENÇO LONGO E ESTREITO QUE ENVOLVE O PESCOÇO.ELASTANO, FIO (SPANDEX): FIBRA ARTIFICIAL PROVENIENTE DO POLIURETANO, MAIS CONHECIDA COMERCIALMENTE COMO LYCRA. PROVÉM DA FAMÍLIA DAS FIBRAS QUÍMICAS QUE POSSUEM A MAIOR CAPACIDADE ELÁSTICA EXISTENTE. SEU ESPICHAMENTO É ALTÍSSIMO O QUE CONFERE A ELE A CAPACIDADE DE ESTICAR E RETORNAR AO SEU ESTADO INICIAL SEM DANIFICAÇÕES. A CIA.HERING UTILIZA A MELHOR LYCRA EXISTENTE, PROVENIENTE DE FORNECEDORES COMO A RHODIA, POR EXEMPLO. O FIO DE SPANDEX É MUITO UTILIZADO EM ROUPAS QUE NECESSITEM DE MOVIMENTOS LIVRES (COMO NOS ARTIGOS DA LINHA ACTIVE WEAR) E UMA ALTA TRANSPIRAÇÃO, SENDO QUE MISTURADO COM TECIDOS COMO O ALGODÃO, PROPORCIONAM CONFORTO, ELASTICIDADE, BOA TRANSPIRAÇÃO E ÓTIMA RESISTÊNCIA AO CALOR E AO FRIO.ENZIME WASH: CONFERE ASPECTO "ENVELHECIDO" COM BOM TOQUE, CONSISTE EM UMA LAVAGEM ENZIMÁTICA DE 60 MINUTOS A 40º C, DEPOIS PASSA POR UM PROCESSO DE AMACIAMENTO.ESCOCÊS - ESPÉCIE DE XADREZ, USADO PELOS CLÃS DA ESCÓCIA. É A ESTAMPA CARACTERÍSTICA DO KILT.ESTONAGEM: PROCESSO DE LAVAGEM DO ARTIGO EM TAMBORES QUE LEVAM JUNTO, AS PEDRAS DE ARGILA, CHAMADAS DE SINASITAS. DURANTE A LAVAGEM AS PEDRAS ENTRAM EM ATRITO COM O ARTIGO DEIXANDO-O COM UM ASPECTO "BATIDO", MAIS "USADO". OFERECE-SE TAMBÉM O ASPECTO UM POUCO DESBOTADO E AMACIADO.ÉTNICO: TERMO USADO PARA DESCREVER ROUPAS INSPIRADAS EM TRAJES TÍPICOS DE UMA DETERMINADA REGIÃO.EVASÊ: DO FRANCÊS “ÉVASÉ” DIZ-SE DA PEÇA DE VESTUÁRIO QUE SE ALARGA PARA BAIXO, EM FORMA DE CONE.

DICIONÁRIO DE MODA - F

FIAÇÃO: HOJE EM DIA EXISTEM VÁRIOS TIPOS DE PROCESSAMENTOS PARA AS FIBRAS NATURAIS E ARTIFICIAIS. OS FIOS COMPRADOS PELA CIA.HERING UTILIZAM APENAS OS PROCESSADOS EM "ANEL" E OS PROCESSADOS EM "OPEN END". O PROCESSO DE FABRICAÇÃO DOS FIOS INFLUENCIA DIRETAMENTE NA SUA ESTRUTURA CONSTRUTIVA, O QUE FORNECE AOS MESMOS, CARACTERÍSTICAS INDIVIDUAIS.FIBRA: ESTRUTURA DE ORIGEM ANIMAL, VEGETAL, MINERAL OU SINTÉTICA PARECIDA COM PÊLO. SEU DIÂMETRO NÃO EXCEDE A 0,05 CENTÍMETROS. AS FIBRAS SÃO UTILIZADAS, ENTRE OUTRAS APLICAÇÕES, EM PRODUTOS TÊXTEIS, E SÃO CLASSIFICADAS EM FUNÇÃO DE SUA ORIGEM, ESTRUTURA QUÍMICA OU DE AMBOS OS FATORES.FIBRAS ARTIFICIAIS: O PROCESSO DE PRODUÇÃO DAS FIBRAS ARTIFICIAIS CONSISTE NA TRANSFORMAÇÃO QUÍMICA DE MATÉRIAS-PRIMAS NATURAIS. A PARTIR DAS LÂMINAS DE CELULOSE, O RAIOM ACETATO E O RAIOM VISCOSE SEGUEM FLUXOS DIFERENTES. A VISCOSE PASSA POR BANHO DE SODA CÁUSTICA E, EM SEGUIDA, POR SUB-PROCESSOS DE MOAGEM, SULFURIZAÇÃO E MATURAÇÃO E, FINALMENTE É EXTRUDADA E ASSUME A FORMA DE FILAMENTO CONTÍNUO OU FIBRA CORTADA. O ACETATO PASSA INICIALMENTE POR UM BANHO DE ÁCIDO SULFÚRICO, DILUIÇÃO EM ACETONA, EXTRUSÃO E POR UMA OPERAÇÃO DE EVAPORAÇÃO DA ACETONA. RECENTEMENTE FOI INVENTADA UM NOVO TIPO DE FIBRA QUE TAMBÉM PODE SER CLASSIFICADA COM ARTIFICIAL QUE É O TENCEL.FIBRAS NATURAIS: OS FIBRAS OU FIOS NATURAIS SÃO OBTIDOS DIRETAMENTE DA NATUREZA E OS FILAMENTOS SÃO FEITOS A PARTIR DE PROCESSOS MECÂNICOS DE TORÇÃO, LIMPEZA E ACABAMENTO. PODEM SER OBTIDOS A PARTIR DE FRUTOS, FOLHAS, CASCAS E LENHO. AS PRINCIPAIS PLANTAS TÊXTEIS SÃO: O ALGODOEIRO (FIBRA DE ALGODÃO), A JUTA (PARA FAZER CORDAS), O SISAL (PARECIDO COM O LINHO), O LINHO (CAULE COM FILAMENTOS RÍGIDOS) E O RAMI (TAMBÉM MUITO UTILIZADO COMO O LINHO). FIBRAS SINTÉTICAS: O PROCESSO DE PRODUÇÃO DAS FIBRAS SINTÉTICAS SE INICIA COM A TRANSFORMAÇÃO DA NAFTA PETROQUÍMICA, UM DERIVADO PETRÓLEO, EM BENZENO, ETENO, P-XILENO E PROPENO, PRODUTOS INTERMEDIÁRIOS DA CHAMADA 1° GERAÇÃO PETROQUÍMICA E INSUMOS BÁSICOS PARA A PRODUÇÃO DESTAS FIBRAS. O BENZENO É A MATÉRIA-PRIMA BÁSICA DA POLIAMIDA 6 (NÁILON 6), QUE, POR SUA VEZ, É OBTIDA PELA POLIMERIZAÇÃO DA CAPROLACTAMA (ÚNICO MONÔMERO), ENQUANTO QUE A POLIAMIDA 6.6 CONSISTE NA POLIMERIZAÇÃO DE DOIS MONÔMEROS: HEXAMETILENODIAMINA E ÁCIDO ADÍPICO, QUE POR REAÇÃO DE POLICONDENSAÇÃO FORMAM O "SAL N", E EM UMA SEGUNDA FASE A POLIAMIDA 6.6 (NÁILON 6.6).O POLIÉSTER CUJA MATÉRIA-PRIMA BÁSICA É O P-XILENO PODE SER OBTIDO POR INTERMÉDIO DE DUAS ROTAS DE PRODUÇÃO: A DO DMT (DIMETIL TEREFTALATO + MEG) OU A DO PTA (ÁCIDO TEREFETÁLICO PURO + MEG: MONOETILENOGLICOL). AS FIBRAS ACRÍLICAS E OLEFÍNICAS (POLIPROPILENO), POR SUA VEZ, TÊM COMO PRINCIPAL INSUMO BÁSICO PETROQUÍMICO O PROPENO. PELAS SUAS PROPRIEDADES E PRESENÇA DE AMINOÁCIDOS, AS FIBRAS ACRÍLICAS SÃO COMPARADAS À LÃ NATURAL E OCUPARAM OS SEGMENTOS DE ROUPAS DE INVERNO E DE TAPEÇARIA, DEVIDO AS SUAS SEMELHANÇAS AOS PRODUTOS DE LÃ.RECENTEMENTE FOI DESENVOLVIDA UMA NOVA VARIEDADE DE FIBRA SINTÉTICA, A MICROFIBRA. FIL A FIL: TECIDO DE CONSTRUÇÃO DE TELA SENDO OS FIOS TINTOS OU SEJA TANTO O FIO DA TRAMA QUANTO O FIO DO URDUME SÃO TINGIDOS NA MESMA COR DANDO UM ASPECTO DE TOM SOBRE TOM. FRUFRU: ORNAMENTO FEMININO POR EXCELÊNCIA. FORMA ONOMATOPÉICA DE BABADINHOS FRANZIDOS. FUSEAU: (DO FRANCÊS) CALÇA JUSTA E AFUNILADA, CUJA LINHA LEMBRA A DE UM FUSO. A DIFERENÇA ENTRE UMA CALÇA FUSEAU E UMA LEGGING É QUE NA PRIMEIRA, AS PERNAS TÊM UMA ALÇA DE UNIÃO QUE FICA NA SOLA DO PÉ, ENQUANTO A LEGGING TEM O COMPRIMENTO DAS PERNAS ATÉ A METADE DA PARTE INFERIOR DESTAS, NUNCA CHEGANDO AOS TORNOZELOS.FOLK: ESTILO DESENVOLVIDO ATRAVÉS DE INSPIRAÇÃO EM ITENS FOLCLÓRICOS DE UM PAÍS OU REGIÃO.FUXICO: TRABALHO ARTESANAL, FEITO COM RETALHOS FORMANDO UMA RODELINHA FRANZIDA COMO UMA FLOR.

DICIONÁRIO DE MODA - G

GALÃO: SÃO TIRAS BORDADAS, SEM ELASTICIDADE, QUE APLICADAS NAS PEÇAS DÃO DETALHES DE ENFEITE OU ACABAMENTO. O GALÃO MAIS CONHECIDO É O BRANCO COM DUAS TIRAS NA COR PRETA (DA MARCA ADIDAS). MUITO UTILIZADO EM ROUPAS ESPORTIVAS.GARMENT DYE: PROCESSO DE TINGIMENTO PARA ARTIGOS CONFECCIONADOS EM FUNDO PRÉ-TRATADO, CUJA CARACTERÍSTICA DEPENDERÁ DO TIPO DE CORANTE E PROCEDIMENTO UTILIZADO. EXISTEM O GARMENT DYE REATIVO QUE DÁ UM ASPECTO MAIS BRILHANTE E SOLIDEZ NA COR, E O GARMENT DYE POR PIGMENTO QUE DÁ O ASPECTO UM POUCO MAIS ENVELHECIDO.GARMENT WASH: PROCESSO DE LAVAÇÃO PARA TECIDOS NA COR, COM FINALIDADE E PRÉ-ENCOLHER A PEÇA E ALGUNS CASOS MELHORAR O TOQUE. AS PEÇAS QUE SOFREM ESTE PROCESSO APRESENTAM LEVES EFEITOS DE MARCAÇÃO NAS COSTURAS.GEL EM RELEVO, ESTAMPA: ESTAMPA APLICADA COM UMA CAMADA EM RELEVO DE GEL INCOLOR (PLASTISOL) O QUAL DÁ UM ASPECTO PLASTIFICADO E MEIO BRILHANTE NA ESTAMPA.GILET: COLETES CURTOS, ABERTOS OU NÃO.GLITTER, ESTAMPA: A MALHA É ESTAMPADA EM QUADRO COM O GLITTER NA COR DESEJADA E ESTA ESTAMPA LEVA UMA CAMADA DE PASTA INCOLOR QUE NÃO SAI NA LAVAGEM EM MÁQUINA, POIS A PASTA INCOLOR A PROTEGE.GODÊ: TECIDO CORTADO ENVIESADAMENTE, NA CONFECÇÃO DE UMA PEÇA DE VESTUÁRIO, PRINCIPALMENTE SAIA. GORGURÃO: TECIDO DE SEDA, SULCADO COMO O VELUDO COTELÊ.GOUFRE / JACQUARD: SÃO MALHAS QUE APRESENTAM DESENHOS QUE SÃO OBTIDOS ATRAVÉS DE UM SELECIONAMENTO ELETRÔNICO DAS AGULHAS DOS TEARES. GRAFISMO: FORMA DE REPRESENTAR AS PALAVRAS. CAPACIDADE DE GRAFAR OU DESENHAR/ GRAFITE - PALAVRAS, FRASES OU DESENHOS ESCRITOS EM MUROS COMO MENSAGENS, COMO CONTESTAÇÃO OU CARÁTER OBSCENO.GRAMATURA: É A MASSA POR UNIDADE DE SUPERFÍCIE. SUA UNIDADE DE MEDIDA É GRAMAS POR METRO QUADRADO, ASSIM QUANDO SE DIZ QUE UM TECIDO TEM GRAMATURA DE 50, QUER DIZER QUE ELE TEM UMA MASSA DE 50 GRAMAS POR METRO QUADRADO. O TECIDO PODE SER AVALIADO ATRAVÉS DA GRAMATURA CONFORME A TABELA ANEXA, ONDE "P" É O PESO OU MASSA DO TECIDO.

DICIONÁRIO DE MODA - H

HABILLÈ: VESTIDO. POPULARMENTE, É O VESTIDO ENFEITADO, LUXUOSO, O QUE NÃO IMPEDE QUE SEJA CURTO.HIPER DESTROYER: CONSISTE EM ENVELHECER COM MAIS INTENSIDADE E MAIOR ATRITO ENTRE AS PEÇAS E PEDRAS. PROPORCIONA GRANDE INTENSIDADE DE CLAREAMENTO. HIPER DESTROYER DELAVE: TRATA-SE DE STONAR PARA CLAREAR ENTRE AS COSTURAS, E APÓS, DESBOTAR. OU SEJA, REDUZ A INTENSIDADE DA COLORAÇÃO DO ÍNDIGO, DEIXANDO SEU TOM CLARO. HOMEWEAR: ROUPA PRÁTICA E CONFORTÁVEL PARA SER USADA EM CASA.HYPE: TERMO USADO PELO MODERNINHOS, HOJE EM DIA, PARA DESIGNAR QUALQUER COISA SUPER MODERNA, DIFERENTE E BACANA.

DICIONÁRIO DE MODA - I

ILHÓS: ORIFÍCIO ONDE SE PASSA UMA FITA OU UM CORDÃO. FEITO DE METAL, PLÁSTICO OU OUTRO MATERIAL, NORMALMENTE É USADO EM CINTOS, COMO DETALHES EM BOLSAS E BOLSO DO SHORT DE PRAIA PARA A ÁGUA SAIR.IN: TERMO MUITO EM VOGA, NOS ANOS 80, PARA DESIGNAR TUDO AQUILO QUE ESTÁ NA MODA.ÍNDIGO BLUE: NOME DO TECIDO UTILIZADO UNIVERSALMENTE PARA CALÇAS JEANS. O NOME ÍNDIGO É UMA ALUSÃO À PLANTA INDIANA CHAMA INDIGUS A QUAL CONTINHA EM SUA RAIZ UM CORANTE DE COLORAÇÃO NATURAL AZUL E NA ÉPOCA SERVIA DE BASE PARA TINGIMENTOS NAS TRIBOS. HOJE O ÍNDIGO SE DEFINE COMO CORANTE PARA CALÇAS JEANS EM TONS DE AZUL.INTERLOCK, MALHA: ESTRUTURA DE MALHA QUE DEVIDO AO SEU ENTRELAÇAMENTO, PROPORCIONA ÓTIMO CAIMENTO, TOQUE MAIS FIRME E AGRADÁVEL.

DICIONÁRIO DE MODA - J

JACQUARD: COMPLEXO MÉTODO DE TECELAGEM INVENTADO POR JOSEPH J.M. JACQUARD NO ANOS 1801-1804. POR MEIO DE UM SISTEMA ELETRÔNICO, QUE CONTROLA AS AGULHAS DE TECIMENTO, MUITAS CONFIGURAÇÕES PODEM SER OBTIDAS RESULTANDO TECIDOS COM "DESENHOS" ESPECIAIS (NÃO POSSÍVEIS EM TEARES COMUNS).JARDINEIRA: MACACÃO ESPORTIVO QUE DEVE SER USADO COM CAMISA OU T-SHIRT.JEANS: DENOMINAMOS JEANS UM ESTILO DE CONFECÇÃO, CARACTERIZADO PELA ESTRUTURA REFORÇADA EVIDENCIANDO REBITES E COSTURAS DUPLAS, POR EXEMPLO. JOGGING: DO INGLÊS JOG (CORRER EM RÍITMO DE TROTE). AGASALHO (BLUSA E CALÇA) PARA FAZER ESPORTES (DEVE SER USADO COM TÊNIS). TAMBÉM CONHECIDO COMO TRAINNING OU ABRIGO

DICIONÁRIO DE MODA - L

LÃ: FIBRA NATURAL, ANIMAL, PROVENIENTE DA TOSQUIA DE OVELHAS E CARNEIROS. A LÃ É UTILIZADA DESDE A IDADE DA PEDRA, SENDO QUE EVOLUIU, DE UMA FIBRA GROSSEIRA NA ANTIGUIDADE, A UMA FIBRA NOBRE, PELA SELEÇÃO DE RAÇAS DE ANIMAIS PRODUTORES.LEGGING: TIPO DE ROUPA-MEIA, OU ESTILO DA MEIA-CALÇA. FRUTO DO MOVIMENTO DA MODA, INSPIRADO NAS ROUPAS ESPORTIVAS, O LEGGING ULTRAPASSOU AS FRONTEIRAS DA ACADEMIA E PASSOU A SER UTILIZADO COM CAMISETAS OU BUSTIERS COMO ROUPA URBANA.LIBERTY: ESTAMPA FORMADA POR FLORES MIÚDAS PODENDO APARECER EM DIVERSAS CORES E FORMATOS.LINGERIE: TECIDO DE NYLON OU SEDA USADO PARA A CONFECÇÃO DE ROUPA ÍNTIMA FEMININA.LINHA A: FORMATO DE ROUPA QUE LEMBRA O CONTORNO DA LETRA ALINHA H: FORMATO DE ROUPA QUE LEMBRA O CONTORNO DA LETRA HLINHO: FIBRA NATURAL VEGETAL, PROVENIENTE DO CAULE DA PLANTA DE MESMO NOME, É PROVAVELMENTE A PRIMEIRA FIBRA NATURAL QUE FOI UTILIZADA PELO HOMEM PARA USOS TÊXTEIS.LYCRA ® FIBRA DUPONT SUDAMERICA S/A: FIBRA SINTÉTICA, ELÁSTICA, RESISTENTE À ABRASÃO E COM EXCELENTES PROPRIEDADES DE EXTENSÃO E RETRAÇÃO.LOOK: DO INGLÊS (OLHAR), É O ESTILO, O RESULTADO DA SOMA DE ROUPA, ACESSÓRIOS, MAQUIAGEM E CABELO, QUE SE PERCEBE NUMA ÚNICA OLHADA. SINÔNIMO DE VISUAL.

DICIONÁRIO DE MODA - M

MANTILLE: VINDO DA ESPANHA, REDUZIDO DO ANTIGO MANTÔ, USADO TANTO PELAS VIÚVAS QUANTO PELAS MOCINHAS, QUE DEVIAM COBRIR O ROSTO.MEIA MALHA (JERSEY): ESTRUTURA MAIS SIMPLES DE UMA MALHA. AS CAMISETAS DA LINHA WORLD DA HERING POSSUEM ESTE TECIDO E QUANDO ALIADAS AO ELASTANO, PROPORCIONAM AO ARTIGO UM ÓTIMO CAIMENTO, MAIOR DURABILIDADE E POSSUEM A CAPACIDADE DE MOLDAREM-SE AO CORPO EM SEUS MOVIMENTOS.MELÀNGE: FIO 100% ALGODÃO, ONDE A CARACTERÍSTICA MESCLA É OBTIDA NO PROCESSO DE FIAÇÃO, COM O TINGIMENTO DO ALGODÃO.MERCERIZAÇÃO: TRATAMENTO COM HIDRÓXIDO DE SÓDIO CONCENTRADO QUE É APLICADO AO FIO OU TECIDO DE ALGODÃO O QUAL PROPORCIONA UM BRILHO ACENTUADO, MAIOR AFINIDADE COM CORANTES, TOQUE MAIS MACIO, MAIOR RESISTÊNCIA E MAIOR ENCOLHIMENTO, PORTANTO É UM FIO (OU TECIDO) QUE JÁ FOI EXTENSAMENTE BENEFICIADO PARA PROPORCIONAR MENOS ENCOLHIMENTO NAS PRÓXIMAS LAVAGENS. O PROCESSO REQUER UM MAQUINÁRIO CARO E LEVA BASTANTE TEMPO; DAÍ A UMA MALHA MAIS CARA.MICROFIBRA: O TERMO MICROFIBRA É CONCEDIDO A FIOS SINTÉTICOS QUE SÃO FORMADOS POR FILAMENTOS EXTREMAMENTE FINOS. ESTES FILAMENTOS PODEM SER 60 VEZES MAIS FINOS QUE UM FIO DE CABELO E 10.000 FILAMENTOS DE MICROFIBRA PODEM PESAR MENOS QUE 1 GRAMA. OS ARTIGOS DE MALHA PRODUZIDOS COM MICROFIBRAS POSSUEM COMO CARACTERÍSTICAS, O TOQUE SEDOSO, VESTEM MUITO BEM, ENCOLHIMENTO DA PEÇA EXTREMAMENTE BAIXO, ALTA RESISTÊNCIA, BAIXO ABARROTAMENTO E BOM ISOLAMENTO QUANTO A VENTO E FRIO. AS MICROFIBRAS PODEM SER DE POLIÉSTER, POLIAMIDA (NYLON), ACRÍLICO OU VISCOSE.MICRO MODAL: FIBRA COMPOSTA DE 100% DA MAIS PURA CELULOSE (O LIOCEL). MICRO MODAL CORRESPONDE A TODAS EXIGÊNCIAS HUMANAS E ECOLÓGICAS E É PRODUZIDA EXCLUSIVAMENTE A PARTIR DE CELULOSE TRATADA SEM CLORO. MICRO MODAL NÃO CONTEM CONCENTRAÇÕES DE SUBSTÂNCIAS NOCIVAS, É LIVRE DE PESTICIDAS E NÃO CAUSA IRRITAÇÕES CUTÂNEAS. TECIDO DE ALTA MACIEZ, BRILHO, CAIMENTO E TRANSPIRA QUASE 50% DA UMIDADE. NA COLEÇÃO, A FIBRA É UTILIZADA JUNTAMENTE COM O ALGODÃO PARA ELABORAR MALHAS PARA OS ARTIGOS UNDERWEAR, UMA VEZ QUE PROVOCA A SENSAÇÃO DE CONFORTO E MACIEZ ALTÍSSIMOS PARA UM VESTUÁRIO ÍNTIMO E QUE FICA EM CONTATO CONSTANTE COM A PELE HUMANA.MIÇANGA: CONTAS MIÚDAS DE MASSA VITRIFICADA, USADAS EM BORDADOS E BIJUTERIAS.MODAL BY LEAZING: É A MARCA REGISTRADA DA FIBRA MODAL PELA EMPRESA LEAZING. A FIBRA MODAL É ECOLOGICAMENTE PRODUZIDA DA CELULOSE ENCONTRADA NA MADEIRA. ESTA FIBRA POSSUI UMA ÓTIMA ABSORÇÃO E EVAPORAÇÃO DE UMIDADE, É PARCERIA IDEAL PARA MISTURAS COM OUTRAS FIBRAS. OS TECIDOS DE MODAL POSSUEM UM TOQUE AGRADÁVEL, MACIO E PROPORCIONAM GRANDE CONFORTO.MOLETOM, MALHA: ESTRUTURA DE MALHA QUE TEM O ENTRELAÇAMENTO FEITO DE TAL FORMA QUE OS FIOS DA MALHA, NO INTERIOR, FIQUEM "FLUTUANTES", OU SEJA, ALIADO A UM PROCESSO DE PELUCIAGEM ELE OFERECE MAIOR AQUECIMENTO DO CORPO NÃO DEIXANDO QUE O CALOR SE TRANSPORTE PARA FORA DO CORPO.

DICIONÁRIO DE MODA - N

NATURAIS, FIOS: OS FIOS NATURAIS SÃO OBTIDOS DIRETAMENTE DA NATUREZA E OS FILAMENTOS SÃO FEITOS A PARTIR DE PROCESSOS MECÂNICOS DE TORÇÃO, LIMPEZA E ACABAMENTO. PODEM SER OBTIDOS A PARTIR DE FRUTOS, FOLHAS, CASCAS E LENHO. AS PRINCIPAIS PLANTAS TÊXTEIS SÃO: O ALGODOEIRO (FIBRA DE ALGODÃO), A JUTA (PARA FAZER CORDAS), O SISAL (PARECIDO COM O LINHO), O LINHO (CAULE COM FILAMENTOS RÍGIDOS) E O RAMI (TAMBÉM MUITO UTILIZADO COMO O LINHO).NEGLIGÈ: TIPO DE ROUPÃO EM TECIDO LEVE E TRANSPARENTE, USADO NA INTIMIDADE POR CIMA DA CAMISOLA.NYLON: É O TERMO APLICADO PARA UM PRODUTO DE ORIGEM SINTÉTICA LARGAMENTE UTILIZADO EM FIBRAS TÊXTEIS, QUE SE CARACTERIZA PELA SUA GRANDE RESISTÊNCIA, TENACIDADE, BRILHO E ELASTICIDADE. FOI DESENVOLVIDO NOS ANOS 30 E HOJE, NYLON É O NOME DADO AOS FIOS E FIBRAS SINTÉTICAS: POLIAMIDAS.

DICIONÁRIO DE MODA - O

OBI: ORIGINALMENTE, O CINTO QUE AMARRA OS QUIMONOS JAPONESES. HOJE, INDICA UMA TIRA LARGA DE TECIDO, COURO, OU OUTRO MATERIAL, QUE DÁ DUAS VOLTAS NA CINTURA E AMARRA COM UM NÓ NA FRENTE.OMBRÉ (FRANCÊS): SOMBRA (MAQUIAGEM PARA OS OLHOS). OPEN END: O SISTEMA OPEN END É HOJE O MÉTODO MAIS PRÁTICO PARA A PRODUÇÃO DE FIOS. ESTE SISTEMA TEM UM FLUXO DE MÁQUINAS REDUZIDO, E É UTILIZADO NA SUA GRANDE MAIORIA PARA APROVEITAR RESÍDUOS DE OUTROS SISTEMAS DE PRODUÇÃO EM ESPECÍFICO O ANEL. ESTE SISTEMA APRESENTA MELHORES RESULTADOS COM FIBRAS MAIS CURTAS DO QUE O PROCESSO EM ANEL. DEVIDO ESTE DETALHE GERALMENTE AS FIAÇÕES TEM UMA LINHA DE FIO ANEL E OUTRA LINHA DE FIOS OPEN END, A QUAL APROVEITA OS RESÍDUOS DA LINHA ANEL.OXFORD: TECIDO DE CONSTRUÇÃO DE TELA SENDO UM FIO TINTO E UM FIO CRU NO ENTRELAÇAMENTO DA TRAMA E DO URDUME, DEIXANDO UM ASPECTO NA CAMISA DE DUAS CORES (SENDO O FUNDO BRANCO).OVERSIZED (TAMANHO EXAGERADO) : É O JEANS BEM FOLGADO.SUAS FORMAS AMPLAS NÃO FAVORECEM AS MAIS BAIXAS (ACHATAM A SILHUETA) NEM AS GORDINHAS (PARECEM AINDA MAIS GORDAS). BASE EXTRA DIMENSIONADA DE CINTURA LARGA, QUADRIL DESESTRUTURADO E PERNAS AMPLAS.

DICIONÁRIO DE MODA - P

PAETÊ: PAILLETÉ - LANTEJOULA. PEQUENO CÍRCULO, FURADO NO CENTRO USADO EM BORDADOS E BIJUTERIAS.PANAMÁ: NOME FANTASIA PARA TECIDO EM CONSTRUÇÃO DE TELA 1 X 1 EM 100% ALGODÃO.PANTALONA: CALÇA COMPRIDA COM AS PERNAS LARGAS, QUE PODEM OU NÃO TER PREGAS NA CINTURA.PAPETE: SANDÁLIA QUE PRENDE BASICAMENTE POR TRÊS TIRAS HORIZONTAIS. A PRIMEIRA FICA PRÓXIMA AOS DEDOS, A SEGUNDA NA METADE DO PEITO DO PE, E A TERCEIRA ATRÁS DO CALCANHAR. PODE TER VARIADOS TIPOS DE SALTOS E SER FEITA COM LONA/NYLON/COURO.PASSAMANARIA: CONJUNTO DE FITAS TRABALHADAS, TRANÇADAS E BORDADAS, LEMBRA O GALÃO.PATCHWORK: TECIDO DE QUALQUER MATÉRIA-PRIMA, COMPOSTO DE VÁRIOS PEDAÇOS DE TECIDOS COSTURADOS JUNTOS (EM GERAL MAIS OU MENOS QUADRADO), DE ASPECTOS OU DE CORES CONTRASTANTES (JACQUARD, LISO, ESTAMPADO, ETC.). A FANTASIA VEM DO MÁXIMO DE CORES OU DA HARMONIA DAS MESMAS. COM ASPECTO SEMELHANTE A UMA COLCHA DE RETALHOS É MUITO USADO PARA VESTIDOS, COLCHAS, CORTINAS, ETC.PELERINE: É UMA PEÇA CURTA E DE MODELAGEM GODÊ QUE COBRE OMBROS E PARTE SUPERIOR DOS BRAÇOS.PENTEADO, FIO: NO SISTEMA PENTEADO O FIO PASSA POR UM EQUIPAMENTO QUE SE CHAMA PENTEADEIRA. ESTE EQUIPAMENTO TEM A FUNÇÃO DE RETIRAR AS FIBRAS MAIS CURTAS (ANTES DE SE FORMAR O FIO) E IMPUREZAS COMO CASCAS, QUE SÃO PROVENIENTES DO ALGODÃO E NÃO FORAM RETIRADOS EM PROCESSOS ANTERIORES. ESTE PROCESSO CONFERE UM FIO DE QUALIDADE SUPERIOR, VISTO QUE ESTE É MAIS LIMPO, NÃO POSSUI FIBRAS CURTAS, E É MAIS RESISTENTE. TEM MENOS NEPS, E FORMA MENOS PILLING NA MALHA ACABADA. PORÉM DEVIDO À RETIRADA DE MAIS FIBRAS NO PROCESSO, A PERDA DE ALGODÃO PARA A PRODUÇÃO DO FIO É MAIOR, O QUE JUNTAMENTE COM A INCLUSÃO DE MAIS UM EQUIPAMENTO NO FLUXO PRODUTIVO ELEVA O CUSTO DE FABRICAÇÃO E O PREÇO DO FIO, SENDO ESTE O FATOR PRINCIPAL PARA O ENCARECIMENTO DO FIO PENTEADO.PICUETA: ACABAMENTO DADO A BARRAS, DECOTES E PUNHOS EM ARTIGOS DE MALHA QUE POSSUI UM EFEITO DE BORDADO NAS PONTAS. ESSE EFEITO É PRODUZIDO ATRAVÉS DA REGULAGEM DA MÁQUINA OVERLOCK.PIED-DE-POULE: TECIDO GEOMÉTRICO, NORMALMENTE A PRETO E BRANCO (EMBORA TAMBÉM EXISTA NOUTRAS CORES), E QUE SE CARACTERIZA POR APARENTAR A FORMA DOS DEDOS DE GALINHA!PIQUE, MALHA: ESTRUTURA DE MALHA COM NOME ORIGINADO DA FRANÇA. POSSUI UMA APARÊNCIA E TEXTURA QUE FAVORECEM AS CAMISAS DE GOLA PÓLO. A CIA.HERING PRODUZ UM PIQUE QUE É CONSIDERADO O MELHOR EM TERMOS DE ENCOLHIMENTO NO MERCADO.PLANO, TECIDO: FORMADO PELO ENTRELAÇAMENTO DE FIOS PERPENDICULARES, OS FIOS DO COMPRIMENTO (VERTICAL-URDUME) ENTRELAÇAM-SE COM OS FIOS DA LARGURA (HORIZONTAL-TRAMA), COMPONDO O TECIDO.POLIAMIDA (NYLON): A POLIAMIDA/NYLON; NOME COMERCIAL PELO QUAL TAMBÉM É MUITO CONHECIDO; FOI A PRIMEIRA FIBRA SINTÉTICA CRIADA PELO HOMEM. TEM COMO CARACTERÍSTICAS A ALTA RESISTÊNCIA, FÁCIL LAVAGEM, RESISTE AO AMARROTAMENTO, BAIXA ABSORÇÃO DE UMIDADE, TOQUE AGRADÁVEL, E SECAGEM RÁPIDA. SUA GRANDE VANTAGEM EM RELAÇÃO AO POLIÉSTER É O TOQUE SEDOSO E MELHOR TRANSPIRAÇÃO.POLIÉSTER: FIBRA ARTIFICIAL SINTÉTICA, OBTIDA DE PROCESSOS QUÍMICOS, DERIVADA DO PETRÓLEO. O POLIÉSTER É CARACTERIZADO POR TER UMA ÓTIMA RESISTÊNCIA, BAIXO ENCOLHIMENTO, SECAGEM RÁPIDA, RESISTENTE AO AMARROTAMENTO E ABRASÃO, BAIXA PROPAGAÇÃO DE CHAMAS. A CIA.HERING POSSUI A MALHA J53PE, A QUAL UTILIZA O FIO DTEX 167 F 144 (MICROFIBRA), DEVIDO AO ALTO NÚMERO DE FILAMENTOS DESTE FIO, ELE TEM UM TOQUE AGRADÁVEL, ALTA DURABILIDADE E SECAGEM RÁPIDA. A PRINCIPAL VANTAGEM QUANDO COMPARADO COM AS MICROFIBRAS DE POLIAMIDA É O CUSTO. SUA DESVANTAGEM É O PROCESSO DE TINGIMENTO, O QUAL REQUER MAIS CALOR E LEVA MAIS TEMPO PARA TER A COR FIXADA.POLYOCELL: O POLYOCELL É A MISTURA DE TRÊS FIBRAS NATURAIS: LYOCEL, MODAL E O POLIÉSTER. ESTA FUSÃO PROPORCIONOU UM RESULTADO PERFEITO, OU SEJA, AS TRÊS FIBRAS COMBINADAS ALCANÇARAM OS MELHORES ÍNDICES DE CONFORTO, DURABILIDADE, ESTABILIDADE E TUDO ISSO COM FÁCIL MANUSEIO.POPELINE: TECIDO DE CONSTRUÇÃO DE TELA COM UM FIO DE ALGODÃO DE MENOR QUALIDADE QUE O ALGODÃO PENTEADO MERCERIZADO.PREPPIE: ESTILO MUITO USADO NOS ESTADOS UNIDOS NO FINAL DA DÉCADA DE 70, QUE IMITAVA OS TRAJES DOS ESTUDANTES DA IVY LEAGUE. OS INGREDIENTES ESSENCIAIS DO PREPPIE LOOK ERAM A SAIA KILT OU XADREZ, BLAZER, PEÇAS DE TWEED E SUÉTERES SHETLAND OU FAIR ISLE. ESSAS PEÇAS ERAM USADAS COM BLUSAS BRANCAS DE GOLAS PEQUENAS COM BABADINHOS. OS TONS PASTEL ERAM MUITO USADOS, E A COMBINAÇÃO DE VERMELHO, BRANCO E AZUL ERA PARTICULARMENTE ELEGANTE. PARA OS HOMENS, OS TRAJES ERAM CALÇAS DE VELUDO COTELÊ, CALÇAS OU CAMISAS DE MADRAS E PALETÓS DE ANARRUGA. VER TAMBÉM BROOKS BROTHERS. ^ PRÊT-À-PORTER - EXPRESSÃO FRANCESA PARA READY-TO-WEAR. INDICA ROUPA COMPRADA PRONTA, CRIADA NO INÍCIO DOS ANOS 50. PRÍNCIPE DE GALES: ESTAMPA INGLESA COM EFEITO VISUAL IGUAL AO XADREZ, EM MARROM, BEGE E CINZA.

DICIONÁRIO DE MODA - Q

QUADROS, ESTAMPARIA EM: PROCESSO EM QUE SÃO UTILIZADOS QUADROS PARA ESTAMPAR A MALHA JÁ NO MOLDE PRONTO. ESTES QUADROS SÃO COBERTOS POR VÁRIOS TIPOS DE PIGMENTOS, DEPENDENDO DO ASPECTO QUE SE QUER DAR. A ESTAMPA PODE SER FRONTAL TOTAL OU LOCALIZADA E PODE-SE COLOCAR PARA ACABAMENTO, O GLITTER, O GEL EM RELEVO, PAPEL FOSCO, PAPEL BRILHANTE, SILICONE, PUFF OU VÁRIOS OUTROS TIPOS DE EFEITOS DE PIGMENTOS QUE A HERING OFERECE DENTRO DO QUE É MAIS MODERNO E EM VOGA NA MODA.QUIMONO: ROUPA TÍPICA DO JAPÃO, COM OMBROS CAÍDOS E MANGAS LARGAS QUE VÊM DA CINTURA. TEM A FRENTE TRESPASSADA E É APENAS AMARRADO COM UMA FAIXA (OBI). ROUPA CARACTERÍSTICA DOS ORIENTAIS.

DICIONÁRIO DE MODA – R

RAGLÃ: DIZ-SE DAS MANGAS DE VESTIDOS, CASACOS OU BLUSAS, EM QUE O TECIDO DESCE DOS OMBROS DIRETAMENTE PARA OS BRAÇOS, SEM COSTURA NA CAVA.RAYON: RAYON É UMA FIBRA QUÍMICA ARTIFICIAL, DERIVADA DA CELULOSE. OS TECIDOS DESSA PROCEDÊNCIA CARACTERIZAM-SE POR SEREM ALTAMENTE ABSORVENTES, CONFORTÁVEIS, SUAVES, DE FÁCIL TINGIMENTO E APRESENTAM UM BOM CAIMENTO. SEUS USOS SÃO OS MAIS VARIADOS,DESDE A CONFECÇÃO DE ROUPAS (VESTIDOS, CAMISAS, CALÇAS, ROUPAS ESPORTIVAS E LINGERIE, ARTEFATOS DE CAMA, MESA, BANHO E TAPEÇARIA.REATIVA, ESTAMPARIA: ESTAMPA FEITA COM CORANTES REATIVOS QUE OFERECEM UM TOQUE MAIS MACIO E MELHOR SOLIDEZ (RESISTÊNCIA DA COR NO TECIDO APÓS VÁRIAS LAVAGENS).REBITE: AVIAMENTO METÁLICO UTILIZADO PARA REFORÇO EM CANTOS DE BOLSO E OU PARA ENFEITE DECORATIVO. ESTÃO SEMPRE PRESENTES NOS REFORÇOS DAS CALÇAS JEANS.RESISTÊNCIA DO FIO DE ALGODÃO: A RESISTÊNCIA DO FIO OPEN END É CERCA DE 20% MENOR, DO QUE A DO FIO ANEL. JUNTO COM A REGULARIDADE, SÃO OS PRINCIPAIS FATORES PARA SE OBTER UMA BOA TECIBILIDADE.RETILÍNEA: MÁQUINA DE MALHARIA POR URDUME QUE PRODUZ SWEATER, GOLAS DE CAMISA PÓLO, BLUSAS, ETC.. GERALMENTE UTILIZA FIO TINTO. RIBANA, MALHA: ESTRUTURA FEITA EM TEARES DE DUPLA FRONTURA, OU SEJA, UMA FACE DA MALHA É DIFERENTE DA OUTRA. ESTAS FACES PODEM SER TRABALHADAS OU LISAS, PROPORCIONAM UM ALTO ALONGAMENTO E ELASTICIDADE CAPACITANDO DESTA MANEIRA QUE O TECIDO SE MOLDE E ACOMPANHE OS MOVIMENTOS DO CORPO.RISCA-DE-GIZ: PADRÃO DE TECIDO COM RISCAS MUITO FINAS E CLARAS SOBRE TECIDO ESCURO.ROTATIVA, ESTAMPARIA: ESTAMPARIA FEITA EM CILINDROS COM O MÁXIMO DE 6 CORES. A MALHA, OU TECIDO, JÁ SÃO ESTENDIDOS PRONTOS PARA SEREM ESTAMPADOS PELO CILINDRO, QUE ATRAVÉS DE PERFURAÇÕES MILIMÉTRICAS SOLTAM A COR PARA FORMAR O DESENHO DESEJADO EM CIMA DO TECIDO.

DICIONÁRIO DE MODA – S

SAIA A: MODELO DE SAIA COM A FORMA DE “A”. É AJUSTADA NO QUADRIL E SE ABRE NA BARRA.SARJA: CONSTRUÇÃO DE LIGAÇÃO DO TECIDO PLANO, CARACTERIZADO PELO PRONUNCIAMENTO DA DIAGONAL. TECIDO BÁSICO E VERSÁTIL APRESENTA UM EXCELENTE CAIMENTO, UM ÓTIMO ASPECTO APÓS LAVAGEM E COMBINA COM QUALQUER TIPO DE CLIMA. É MAIS UTILIZADA POR AMARROTAR MENOS DO QUE A TELA.SEDA: FIBRA NATURAL, ANIMAL. É UM FILAMENTO CONTÍNUO FORMADO PELO BICHO-DA-SEDA EM UM CASULO. SUPÕE-SE QUE A SEDA TENHA SIDO DESCOBERTA POR VOLTA DE 2.640 AC, POR UMA PRINCESA CHINESA.SINTÉTICOS, FIOS: OS FIOS SINTÉTICOS SÃO OBTIDOS ATRAVÉS DE PROCESSOS INDUSTRIAIS QUÍMICOS OS QUAIS ORIGINAM POLÍMEROS QUÍMICOS TRANSFORMADOS POSTERIORMENTE EM FIBRAS SINTÉTICAS. ESTE FIO PODE SER CONSTITUÍDO POR UM ALTO NÚMERO DE FILAMENTOS, SENDO SUA CLASSIFICAÇÃO FEITA ATRAVÉS DO SISTEMA DTEX (PESO EM GRAMAS DE CADA 10.000 METROS DE FIO).SOFT: FOI PLANEJADO E DESENVOLVIDO COM O OBJETIVO DE PROPORCIONAR AO USUÁRIO LEVEZA, MANTENDO A TEMPERATURA DO CORPO EM EQUILÍBRIO, GARANTINDO CONFORTO TÉRMICO. INDICADO ESPECIALMENTE PARA VESTUÁRIO DE INVERNO E ROUPAS ESPORTIVAS.SPENCER: O SPENCER DE ANTIGAMENTE ERA UM CASAQUINHO CURTO, MASCULINO, QUE ÍA ATÉ A CINTURA. O SPENCER DO SÉCULO XX É SEM MANGAS, DE LÃ OU FLANELA, E É USADO COMO AGASALHO SOB O PALETÓ. STONE WASHED: ACABAMENTO OBTIDO EM PEÇAS JÁ COSTURADAS E TINGIDAS OU ESTAMPADAS, ATRAVÉS DE LAVAÇÃO INDUSTRIAL COM PEDRAS OU ENZIMAS. RESULTAM ARTIGOS COM ASPECTO "USADO". STRASS: VIDRO USADO NA CONFECÇÃO DE IMITAÇÕES DE PEDRAS PRECIOSAS. MUITO USADO EM BIJUTERIAS E BORDADOS. VER SWAROVSKI, CRISTAL.STRETCH: PALAVRA INGLESA QUE SIGNIFICA ESTICAR. É APLICÁVEL A TECIDO COM ELASTICIDADE OBTIDA ATRAVÉS DE FILAMENTOS DE POLIÉSTER TEXTURIZADO OU DE FIBRAS.SUJOS: APRESENTA CARACTERÍSTICAS DE PEÇAS SUJAS, STONADAS, CLAREADAS E TINGIDAS, ONDE O CORANTE POSSUI MONTAGEM RÁPIDA. SUPER STONE: ESTE PROCESSO É UTILIZADO PARA DAR CARACTERÍSTICAS DE ENVELHECIMENTO, OBTIDO ATRAVÉS DE ATRITO MECÂNICO. PERMANECE O TOM ESCURO. SUPLEX ® FIBRA DUPONT SUDAMERICA S/A: É INDICADO PARA TECIDOS ESPORTIVOS, VISTO QUE ALIA AS PROPRIEDADES DAS MALHAS DE ALGODÃO, CONFERE MACIEZ E FLEXIBILIDADE A PEÇAS CONFECCIONADAS, EM ADIÇÃO A DURABILIDADE E RESISTÊNCIA DO NYLON (POLIAMIDA). DEVIDO AO SISTEMA DE TEXTURIZAÇÃO A AR, DESENVOLVE UM TOQUE PARECIDO COM O DO ALGODÃO, ALIADO A VANTAGENS DAS FIBRAS SINTÉTICAS. TECIDO QUE PROPORCIONA CONFORTO, RESISTÊNCIA, CAIMENTO E POSSUI UMA SECAGEM RELATIVAMENTE MAIS RÁPIDA.SUTACHE: TRANCINHA DE SEDA, LÃ OU ALGODÃO.SWAROVSKI, CRISTAL: CRISTAIS PRODUZIDOS E LAPIDADOS UMA A UMA INDUSTRIALMENTE PROVÊM DA ÁUSTRIA, DE MÃO-DE-OBRA BASTANTE CARA, BEM COMO SUA IMPORTAÇÃO. A INDÚSTRIA PRODUZ EM MÉDIA DE 3 MILHÕES DE CRISTAIS POR DIA PARA ATENDER O MERCADO MUNDIAL. OS CRISTAIS PODEM SER APLICADOS POR PROCESSOS MANUAIS E TERMOCOLANTES. OS ARTIGOS COM OS CRISTAIS PODEM SER LAVADOS EM MÁQUINA COMUM. NOS ESTADOS UNIDOS TAMBÉM EXISTEM ESTES CRISTAIS CONHECIDOS COMO RHINE STONES, QUE SÃO UM POUCO MENOS ENCARECIDOS.SWEATER: 1 SUÉTER, PULÔVER, MALHA DE LÃ. 2 EXPLO­RADOR (DE EMPREGADOS). 3 SUADOR. 4 SUADOURO, SUDORÍFICO.N SL MOÇA CURVILÍNEA, DE ROUPA COLANTE.

DICIONÁRIO DE MODA – T

T-SHIRT: CAMISA EM FORMA DE “T”, CAMISETA.TACTEL ® FIBRA DUPONT SUDAMERICA S/A: TECIDO 100% POLIAMIDA É UM TIPO DE MICROFIBRA O QUAL SUA ESTRUTURA POSSUI FIOS TEXTURIZADOS A AR QUE O CAPACITA SER DE ALTA SECAGEM E ALTA TRANSPIRAÇÃO. A FIBRA POSSUI PADRÃO INTERNACIONAL DE QUALIDADE DOS FIOS DUPONT. O TACTEL É UM TECIDO QUE NÃO RETÉM O SUOR E SECA RAPIDAMENTE QUANDO EXPOSTO AO SOL.TAILLEUR: COSTUME DE CASACO E SAIA QUE SE TORNOU POPULAR A PARTIR DA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX. TELA: CONSTRUÇÃO DE LIGAÇÃO DO TECIDO PLANO, CARACTERIZADA PELA SIMETRIA DA DISTRIBUIÇÃO DOS FIOS NA PROPORÇÃO 1 FIO POR 1 FIO (ENTRE URDUME E TRAMA). ESTA CONSTRUÇÃO EM TELA PLANA PROPORCIONA UMA SUPERFÍCIE PLANA E REGULAR.TENCEL: NOME FANTASIA DA FIBRA LIOCEL. FIBRA CELULÓSICA PROVENIENTE DA POLPA DE MADEIRA DE ÁRVORES QUE SÃO CONSTANTEMENTE REPLANTADAS E O PROCESSO QUÍMICO UTILIZA UM SOLVENTE TOTALMENTE RECICLÁVEL, POR ISSO CHAMA-SE DE UMA FIBRA ECOLOGICAMENTE CORRETA.O LIOCEL REPRESENTA A GRANDE NOVIDADE ENTRE AS MATÉRIAS PRIMAS TÊXTEIS, POSSIBILITA UM TECIDO QUE ALIA A RESISTÊNCIA DO ALGODÃO, O TOQUE E A MACIEZ DA SEDA E O PERFEITO CAIMENTO E FRESCOR DAS FIBRAS CELULÓSICAS. A CIA. HERING UTILIZA A FIBRA EM MISTURAS COM O ALGODÃO E A LYCRA, POR EXEMPLO, PROPORCIONANDO MALHAS COM CAIMENTO E FRESCOR NECESSÁRIOS PARA A COLEÇÃO DE PRIMAVERA/VERÃO 2002.TEXTURIZAÇÃO: A TEXTURIZAÇÃO É OBTIDA COM A UNIÃO DE FILAMENTOS CONTÍNUOS E TEM O OBJETIVO DE FORNECER AO FIO, MELHOR TEXTURA E APARÊNCIA AUMENTANDO O AQUECIMENTO E A ABSORÇÃO E DIMINUINDO A POSSIBILIDADE DE FORMAÇÃO DE PILLING (BOLINHAS QUE SE FORMAM SOBRE O TECIDO).TERMOCOLANTE, ETIQUETA: ETIQUETA PRONTA QUE É COLOCADA ATRAVÉS DE UMA PRENSA TÉRMICA. A HERING POSSUI HOJE 8 PRENSAS TÉRMICAS PARA ATENDER O NÚMERO DE LOTE SOLICITADO.TIGH FIT OU SLIM FIT (CAIMENTO JUSTO, APERTADO): COM CINTURA BAIXA, TIPO SAINT-TROPEZ, MARCA BEM OS QUADRIS E TEM AS PERNAS JUSTAS, COM CORTE AFUNILADO OU RETO TOP: DO INGLÊS (ALTO, TOPO) É A PARTE DE CIMA DE QUALQUER ROUPA, MINIBLUSA, JAQUETA, CAMISETA, ETC.TOQUE DO FIO: O TOQUE DO FIO OPEN END É MUITO INFERIOR AO DOS FIOS ANEL. ISTO OCORRE EM FUNÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS DESCRITAS ACIMA. O AMACIANTE NÃO CONSEGUE A MESMA PENETRAÇÃO NO INTERIOR DO NÚCLEO DO FIO, QUANDO COMPARADO COM O ANEL.TRADICIONAL: CINTURA NO LUGAR E PERNAS DE CORTE AFUNILADO. JÁ FOI CHAMADA DE FIVE POCHETS (CINCO BOLSOS), TRÊS NA FRENTE E DOIS ATRÁS, UMA REFERÊNCIA À PIONEIRA 501 AMERICANA DA LEVI'S. POR SEU CORTE ACOMPANHAR AS LINHAS DO CORPO, COSTUMA VESTIR BEM A MAIORIA DAS PESSOAS.TRANSFER: APARECE DE DUAS FORMAS DIFERENTES, PODENDO SER EM DESENHOS FEITOS DE STRASS OU PEÇAS PEQUENAS OU IMAGENS EM PAPEL ESPECIAL, MAS AMBAS SÃO PASSADAS PARA O TECIDO ATRAVÉS DE PRENSA TÉRMICA. NO PRIMEIRO CASO DERRETERÁ A COLA SOB O STRASS E O MESMO COLARÁ NO TECIDO, E NO SEGUNDO, A IMAGEM É PASSADA PARA O TECIDO ATRAVÉS DE SUBLIMAÇÃO.TRAMA, FIOS DE: FIOS HORIZONTAIS DO TECIDO PLANO.TRENCH-COAT: MANTÔ IMPERMEVEÁVEL USADO PELOS AVIADORES INGLESES. DIZ-SE TAMBÉM DA CAPA DE CHUVA, ESTILO MASCULINO, CLÁSSICO, CONFECCIONADO EM GABARDINE BEGE.TRICOLINE: TECIDO DE CONSTRUÇÃO DE TELA COM A LEVEZA E A RESISTÊNCIA DO ALGODÃO PENTEADO MERCERIZADO, ATENDE A UM MERCADO CADA VEZ MAIS SOFISTICADO E EXIGENTE EM TECIDOS LEVES, ESPECIALMENTE NOS SEGMENTOS DE CAMISARIA. TWEED: TECIDO DE FIOS RETORCIDOS EM TONS MESCLADOS.TWIN-SET: CONJUNTO, BLUSA E UM CASACO DE MATERIAL OU PADRONAGENS IGUAIS.

DICIONÁRIO DE MODA – U

URDUME, FIOS DE: FIOS VERTICAIS DO TECIDO.USED: OBJETIVO É DESGASTAR A PEÇA. EFEITOS LOCALIZADOS COM CARA DE USADO.UTILITY / CARPENTER: SÃO MODELOS BASEADO NOS ESTILOS DOS UNIFORMES DE SERVIÇO E UTILITÁRIOS. COM BASE EM MODELAGENS AMPLAS E CONFORTÁVEIS DANDO UM EFEITO DE ROUPA CASUAL.

DICIONÁRIO DE MODA – V

VELCRO: USADO EM ROUPAS UTILITÁRIAS E ESPORTIVAS, O VELCRO É FEITO DE DUAS TIRAS , UMA FORRADA COM MATERIAL ÁSPERO E OUTRA COM MATERIAL FELPUDO QUE SE ENCAIXAM COM LEVE PRESSÃO E FÁCIL DE ABRIR.VINTAGE: CLÁSSICO, DE IMPORTÂNCIA OU QUALIDADE RECONHECIDA.VISCOSE / MODAL / LYOCEL: FIBRA ARTIFICIAL DE POLÍMERO NATURAL, PROVENIENTE DE CELULOSE REGENERADA A PARTIR DE ALGODÃO OU POLPA DE MADEIRA. AS FIBRAS MODAL E LYOCELL SÃO SUBCATEGORIAS DA VISCOSE.

DICIONÁRIO DE MODA - Z

ZÍPER: CRIADO EM 1893, O ZÍPER É O AVIAMENTO CHAVE DA MODA. EM VÁRIOS TAMANHOS, LARGURAS E CORES, ELE ESTÁ SEMPRE PRESENTE EM CALÇAS, BLUSAS, VESTIDOS, BOLSAS, SAPATOS, MALAS, POR TODA PARTE. TEM O INVISÍVEL QUE É USADO NAS PEÇAS MAIS DELICADAS E QUASE NÃO APARECE REALMENTE. TEM O DE PLÁSTICO, PARA DAR MAIS COLORIDO ÀS ROUPAS MAIS ALEGRES. TEM OS DESCARTÁVEIS, IDEAIS PARA AS JAQUETAS; E TAMBÉM TEM OS DE METAL EM VÁRIOS BANHOS, MUDANDO A COR PARA OURO, OURO VELHO, PRATA E OUTROS; NÃO PODEMOS ESQUECER O DE STRASS QUE PARECEM UMA JÓIA.ZUAVE: CALÇA RETA, FRANZIDA NOS TORNOZELOS. ERA O UNIFORME DOS SOLDADOS FRANCESES NA ARGÉLIA.

Um comentário:

Fernanda Gueiros disse...

oi tudo bem? amei seu blog! você sabe me dizer onde encontro fornecedor de gorgurão canelado com elastano? sou de BH e preciso deset material com urgência, mas não encontro aqui!
abraço,
fernanda.
fernandagueiros@hotmail.com